terça-feira, 3 de julho de 2012

TEMPO PARA SONHAR



















Trago as mãos do trabalho do sonho
Calejadas pela exploração.
Mas resisto! Não é  por mal, suponho,
E depende da nossa eleição.

No mundo, tanto há felicidade,
Como desespero, desilusão...
Também momentos de suavidade
Que ressurgem feitos pela razão.

Hoje é tempo de recomeçar
E acabar com a insanidade.
Hoje para vencer e renovar
Há o sonho da produtividade.

Eu sonho o sonho do labutar
Que o homem sabe e desenvolve!
Mas pela ética tem que optar
Para ver se a crise se resolve!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AOS RAIOS DO LUAR

Nos belos raios do luar, floria Rosa ideal, resplendor d' Halade! Erravam fluídos de harmonia Pela etérea, branca cla...