Follow by Email

quarta-feira, 18 de julho de 2012

DESILUSÃO
















Um passarinho das flores
Ama o lírio num jardim
Que tem centenas de flores...
Só o lírio é jardim!...

Como é sentimental,
Repete o néctar lírico.
O seu coração 'stá mal:
Ama o lírio desde o bico.

Sob a bela luz solar,
Da planta um ser brotou:
Borboleta a voar
P'lo lírio s'apaixonou.

Mariposa amou lírio,
Recitou brisa poética
E em verso colorido...
Borboleta não tem ética!

Lírio deixou passarinho
E foi com a mariposa.
O pássaro fez seu ninho
Doutras flores e da rosa.

Com o seu olhar perdido,
Foi-se a serenidade:
Apaixonado e ferido,
Adoeceu com saudade.




Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário