sexta-feira, 23 de novembro de 2012

ALMA DESNUDADA





















Sou uma alma desnudada nestes versos,
Alma fria, angustiada e só,
Que vai deixando seus poemas dispersos...
Alma, qu'ao que parece, ninguém tem dó.

Ainda sou um lírio ou violeta,
Num penhasco, numa selva, numa onda...
Alma que como o vento se inquieta
E levanta voo como uma pomba...

Alma que ainda está na Primavera!
E, no Outono, cultiva suas rosas...
Vive em campo aberto e, por vezes, dança.

Se vêm as tristezas, chama a criança qu'era.
Vai para o jardim ver as mariposas
E, no seu jardim, retoma a esperança.

Modesto

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

BELEZA, BEM, VERDADE.














Não chames ao meu amor de idolatria,
Nem de Ídolo realces a quem eu amo,
Pois todo o meu orar a Um só se alia
E de uma só maneira eu O proclamo.

Hoje e sempre é o meu Amor Galante,
Inalterável, em grande excelência:
Por isso, minha oração é tão constante
A um só SER Divino e inclui a diferença.

Beleza, Bem, Verdade, eis o que exprimo,
Às três Verdades ponho grande acento!
E não há mudança: É tudo o que rimo.

Beleza, Bem, Verdade, eis a Trindade:
Um em três Seres de amplo movimento
Num mesmo Ser vive a eternidade.

Modesto

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

PARA PIOR NÃO PODE SER



















Corre por esses vales, Primavera!
No Outono, plantas amarelecem,
As flores do campo desaparecem...
Só ficam verdes o louro e a hera!

Embravece o mar: maior tributo espera
Dos rios, que mais transbordantes descem;
Os dias mais trémulos amanhecem;
E... para mim, que sou quem dantes era:

'Spanta-me o porvir, pior qu'o passado;
Mágoa e choro de um, de outro a lembrança,
Sem ter já o qu'esperar nem perder!

Mal se pode mudar tão triste estado:
Façam melhor para haver mudança,
Mas para pior já não pode ser.

Modesto

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

FLORES OU ESPINHOS



















Vê: São tantos os caminhos!...
Não há tempo a perder.
Ou as flores ou espinhos,
És tu que tens qu' escolher.

As trevas ou luz brilhante!...
A 'scolha a ti caberá.
Nossa vida é mutante...
Só o Amor se manterá.

Só o amor te fará
Encontrar o teu caminho...
Amor prevalecerá
Mesmo com muito espinho.

Deixa que o teu amor
Brote, viva, brilhe e vibre,
Transforme tudo em redor
E transborde de ti livre!

Só no amor encontrarás
A chave da liberdade:
Pela vida acharás
O amor-felicidade.

Modesto

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...