Follow by Email

sexta-feira, 2 de março de 2012

ENTRE O SONHO E A MAGIA


















Não nascem os sonhos meus
Num deserto d'ilusões:
São flores e frutos meus,
Peregrinos das paixões.

São caminhos germinando,
junt'às águas cristalinas:
Na vida me vão guiando,
Pelos montes e colinas.

Delas sou apaixonado
E lá fico a admirar
O cortejo encantado
Entr'estrelas e luar.

Meu sonho acorda o dia,
Embal'o entardecer,
Borboletas ao mei'dia,
Pirilampos ànoitecer.

Com as íris encantadas,
C'os pardais e c'as crianças,
Vejo flores misturadas
Com o alecrim em danças.

Alegria é constante,
No meio de belas flores,
Com meus sonhos baloiçantes,
A vida só tem valores.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário