Follow by Email

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

AMO-TE COMO SEI























Amo-te como a planta que não floriu,
Mesmo tendo dentro de si a luz da flor
E, graças ao teu amor, ela não fugiu
Porque guarda em si teu grato amor.

Amo-te como o aroma duma rosa
Que sobe da terra e s'expande no ar.
Amo-te como se fosse planta mimosa,
Porque não sei doutra maneira amar.

Amo-te sem problemas e com orgulho
E na tua generosidade mergulho,
Quando me falas com tua voz meiguinha.

Amo-te junto aos teus olhos já com sono,
Vibro no teu corpo qu'admiro e adorno...
Quando pões tua mão no meu peito, és minha.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário