terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

PRECE POÉTICA


















Eu gosto da poesia.
Sem ela, cores s'afastam,
A vida fica bem fria
Que corações não arrastam.
Sem ela o temp'é nada,
A alma fica sombria...
Perde-s'o rumo na 'strada.

Senhor, concedei-me calma
Pra ver vibrar a matéria!
Ritmai a minha alma
Com o pulsar da artéria
E puro ar respirar,
Voar p'la via etérea
E bons poemas doar.

Que eu tenha confiança,
Possa caminhar sem medo,
Despertando a lembrança
Dos meus sonhos em segredo
D'ânsias realizadas
E da real esperança
D'atingir coisas sonhadas.

Senhor, concede-m'a graça
Da minha vid'entregar
À Terra que me deu raça
E vontade de rimar...
Abri novo horizonte
Qu'a alma e amor me faça
Fazer da minha voz, ponte.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

INCÊNDIO VELOZ

Corre mais que um atleta, mais depressa E corre tão depressa como o vento... Atrás de si, fica a treva espessa: O ten...