segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

AMANHECER DE DISCRETA ALEGRIA


















Rasgam-se as nuvens num céu estrelado,
Fico extasiado a admirar!
O sol ainda está longe, calado,
Embebecido pla lua namorada!

Despertam as fadas do sono encantado,
Suas harpas de sonho fazem tocar!
O sol adormec'em sono deleitado!...
Um galo, ao longe, faz-me despertar.

Surge, então, um novo céu... a nevar:
Torna gélida mas linda a madrugada!
O sol mantém-se coberto a sonhar
Com estrelas e a lua sua amada.

Um passarinho voa a tiritar,
À espera do nascer do novo dia.
A relva, branquinha, parece chorar...
Mas o sol desperta! Traz nova alegria!

Nada perturba a beleza da flor,
A neve realça-lhe mais a candura!
Mostra-se mais bela, torna-se maior...
Eu alterno dor, êxtase... amrgura!.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...