LETRAS DE SOLIDÃO
























Passeei minhas letras ao acaso,
Onde teus doces olhos iluminam,
Brinquei com palavras fora de prazo
E tentei saber o que me ensinam.

Sonhei com flor perfumada e pura
Tão brilhante que meus olhos faiscaram,
Bebi teus beijos que são de doçura,
Senti tuas mãos que m'alucinaram.

Outro sonho, porém, interrompeu,
Com um sorriso que alguém me deu...
Foram letras de solidão sentidas.

Fiquei sozinho... Amores distantes,
No silêncio que sentia antes
Com letras prás minhas dores trazidas.

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA