Follow by Email

terça-feira, 26 de novembro de 2013

FOI HÁ MUITO TEMPO



















Inquieto e com vontade de viajar
Ao acordar de um sonho esfacelado,
Ouço p'la noite melodias d'encantar
E uns enormes bombos sempre a rufar.

Em vez de me aquietar, de me deitar,
Sinto-me arrancar como velho detrito,
A precipitar-me e a ir pelo ar
Em voo picado rumo ao infinito.

Caí por terra, jardim do meu coração,
Num canteiro de manjericos, açafrão...
Lugar que para mim, hoje, inda fulgura.

Eu queria entender o voo dos pássaros
Também queria viver nos tempos jurássicos...
Mas há um deserto que está em clausura.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário