Follow by Email

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

ENQUANTO TUDO DORME



















Enquanto tudo dorme, sinto alegria,
Pesquiso o alto que está luminoso,
Abóbada 'strelada de frente alumia,
A noite oferece um céu radioso.

Penso noutros sóis, decerto, resplandecem,
Mas para os entender, só predestinado...
Adormecendo, só a minh' alma aquecem...
É por isso que o céu fica iluminado.

Na hora, a noite, docemente, me brinda
E comtemplo comovido festa infinda:
Vejo estrelas dançando lado a lado.

Há uma sombra escura e taciturna:
Misterioso rei desta festa noturna,
Só pra isso é que o céu foi iluminado.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário