Follow by Email

sábado, 23 de novembro de 2013

JARDIM VOLUPUOSO



















Tens as tuas mãos geladas
Pra cortar aquela flor!
Pois, não cortes... São amadas,
São beleza do amor!

Mas há rosas desfolhadas!
Tristeza d' alma e dor...
Nestas belas madrugadas,
Amantes fazem amor...

Há um jardim pra entrar:
Escuta o qu' a alma diz!
Lá dentro podes sonhar,
Mas sais de lá infeliz!

A volúpia das rosas
Tem amor e ilusão.
Há delícias amorosas...
Deixas lá teu coração!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário