quarta-feira, 20 de novembro de 2013

AMANHECER
























Amanhece!
Há o cheiro da terra orvalhada,
De folhas molhadas
Que invade a minha alma,
Atiça-me os sentidos,
Aguça-me os desejos
Que vibram sem calma!
Suave cheiro que envolve momentos,
Acaricia a alma,
Renova e dá alento...
No peito bate um sentimento
De sensação envolvente,
Em formas de fragrância
Que entontece a gente,
Como se fosse criança!
É um aroma eloquente
Que remexe com os sentidos,
Desperta desejos incontidos,
Com deliciosas emoções
E inexplicáveis sensações!
Há um prazer extasiante,
Logo que surge o sol exuberante!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQUI MOROU MEU REI

Aqui morou um rei quando, menino, Vestia um castanho algodão. A pedra da sorte do meu destino Pulsava junto ao meu cora...