sábado, 15 de fevereiro de 2014

NÃO FOI SÓ SONHO

















Era como lírio alvo franzino,
Nascido ao pôr-do-sol, à beira d'água,
Numa paisagem verde e chão albino,
Mas nasci já com inconsolável mágoa!

A vida é amarga... O amor, gozo!
Eu amei e sofri incompreendido...
Triste lírio franzino, ansioso,
Que saiu, desse jardim, bem dolorido!

Conquistei meu cantinho numa colina,
Nele plantei flores, laranja e lima...
Pequeno espaço que era só meu!

Depois, descobri que o partilharia
Com o alegre gozo da poesia,
Pérola alvo: A paisagem, o céu!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...