Follow by Email

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

FANTASIA

















Linda rosa, cresces em profundidade,
Entre pedras calcinadas pelo tempo...
Os espinhos não te tiram a beldade
E a vida não é, pra ti, passatempo!

Conheces os belos momentos de paz
Em formosura, com vestes espectrais...
Desinibida, com a vida voraz,
Esquecendo-te de todos os teus ais!

E vais à procura de mais poesia,
Embebecida na tua fantasia,
Com a graciosa lâmpada acesa...

Mesmo qu' o vento seja em demasia,
Ouves sempre o cantar da cotovia,
Com as pétalas macias... em beleza!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário