Follow by Email

domingo, 15 de janeiro de 2012

UM OLHAR PENETRANTE


































Cruzaste o meu caminho...
Nada tive pra dizer.
Mas o teu olhar mansinho
Penetrou bem no meu ser.

Eu segui o meu caminho,
Mas jamais pude esquecer
Aquele olhar piscadinho
Que se gravou no meu ser.

Procurei profundamente
De quem er'aquele olhar:
Entraste na minha mente,
Ficaste lá a morar.

Implorei por esse olhar,
Tu falaste ao meu ser:
- Também vais assim olhar,
Quand'o amor florescer!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário