Follow by Email

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

NÃO PODE HAVER SOLIDÃO

















Áureos tons da Natureza,
Paleta nas Mãos de Deus!
Tanta cor, tanta beleza,
Preenche os olhos meus!

Não sinto a solidão,
Ao olhar pró horizonte,
Natural imensidão
Apresenta-se de fronte!

Tenho sol pra m'aquecer,
Por companhia, estrelas,
Plêiades belas do Ser...
Vivo na presença delas!

Crepúsculos com magia,
Colorido belo, breve...
Divino toque irradia
E torna minh'alma leve!

A paisagem tem magia,
Os seus tons são uma bênção,
Profusão de alegria,
Obra-prima em presença!

Imagens de mil palavras,
Como nos jardins em flor:
Camponês nas suas lavras,
Sementeiras de amor!

S'houvesse delicadeza
Na alma, bem e bondade,
Neste mundo de beleza...
Oh! Solidariedade!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário