terça-feira, 31 de janeiro de 2012

AO NASCER DO DIA


















Nasce o sol, vem beijar as montanhas,
Seus raios despertam a madrugada,
Novo dia irrompe das entranhas
E faz cantar toda a bicharada.

Camponês, com enxada e gadanha,
Leva sementes prá terra lavrada,
Com duro trabalho, o dia ganha
E espera p'la espiga dourada.

É um novo dia! E cada vez
Mais se atarefa o camponês,
Porque é lavrador e operário.

Distribui pelos seus o pão que fez,
Com dois ordenados é um burguês!...
Bem caro lhe fica outro salário.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

INCÊNDIO VELOZ

Corre mais que um atleta, mais depressa E corre tão depressa como o vento... Atrás de si, fica a treva espessa: O ten...