domingo, 15 de janeiro de 2012

O RENASCER DE PORTUGAL


Amor, contínuo amanhecer
Na vida da nossa sociedade,
Quando, no seu despertar, renascer
O amor com sincera amizade.

Quando o Novo Sol iluminar
A sua cruz com fé e com sentido,
Uma nova fase vai começar
E viverá d'amor estremecido.

No seu espírito nascerá
O Amor qu'a todos recordará
O abraço que na Cruz Ele deu.

Será bem-vindo ao mundo doente,
Entrará no coração desta gente
Que olhará, feliz, para o Céu!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTO DE COISAS SINGELAS

Gosto de coisas singelas: Arco-íris, suas cores, Bris' a bater nas janelas E dum ramo de flores. E da chu...