Follow by Email

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

POETA DO RESPLENDOR


















A fonte da inspiração é a Beleza,
Nela me sinto grato pela reflexão,
Testemunho que Deus criou a Natureza
Para podermos estar em contemplação.

Teologia da beleza percebida:
Tensão, presença imanente à Criação.
A noção de beleza é apreendida:
Imagem da "Sarça-ardente", oração.

A dinâmica do cosmos é a beleza,
Aspiração aberta a todos os seres.
Homem-poeta do 'splendor da Natureza,
Co-criador do belo, com seus afazeres.

Conhecendo a Criação em plenitude,
Cantando a Beleza do Meu Criador...
A gratuidade do Amor é juventude,
O diálogo com o Belo é Amor.

O Poder Divino contém o Universo,
P'la Natureza, contempl'o Divino Belo,
P'la ascética reconheço o qu'é diverso...
Poeta do resplendor é tud'o que anelo.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário