sábado, 21 de janeiro de 2017

SONHO JUVENIL

























Versos de púrpura, sonho ardente,
Fios tecidos... manhã radiava
D' azul com belo sol adolescente,
Sonho que resplendia e cantava.

Com vida cansada mas ascendente,
Juventude...Mil voltas superava,
Num mundo de resplendor renascente,
Sonoro, multicor... eu lá vibrava.

Minha musa magoada e langue
Reflete o estudo no meu sangue...
Tonto de luz, sai o primeiro verso.

E, no meio de sonoras luxúrias,
Com grande ardor de rimas purpúreas,
O meu sonho esvoaçou disperso.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

O CÉPTICO TAMBÉM PENSA...

Deus há muito desceu no Ocidente, Lá, por trás dos montes de rosa tingidos... Vejo o mundo que ante mim s' estende ...