segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

A VIDA EM ARCO-ÍRIS


















Que nosso amor seja assim leve
Com' é leve o riso da criança
Na campina feita branca de neve
E seu correr pelos montes se lança.

E, s' este amor tivesse vida breve
 E sua brevidade fosse mansa,
Qu' eu encontre a folha que s' escreve
Como a pluma que no ar balança!

Porém, se um dia, sem mim, partires,
Brilharão sempre como arco-íris
Os meu olhares assim deslumbrados.

No entanto, não seguirás sozinha,
Levas contigo uma coisa minha:
Eu lembrarei sempre os teus cuidados!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

SONETO BEM CRIADO

Nestas linhas mal traçadas, Há um soneto partido E mágoas anunciadas: Ouve-se long' o gemido. Nas linhas, há al...