quinta-feira, 20 de março de 2014

OLHARES DA MULHER























Fiz estes versos d' amor, pra ti olhando,
Vi teus lindos olhos cheio de bondade,
O teu rosto compadecido e brando...
Existe, em ti, a luz da claridade!

Fi-los perto de ti, naquelas horas
De misterioso e enternecido enleio.
Em vez de fortes vibrações canoras,
Vi, em ti, o encanto de um gorjeio!

São os arrulhos e gorjeio sentido
Da minha alma feliz, enamorada,
Aquel' amor que me traz embebecido...
Oh! Bela juventude 'inda amada!

No meu caminho de humano afecto,
Sempre palpitaram alguns lindos versos,
Todos eles tinham a ti por objecto...
E estes não têm motivos diversos!

Em ti, vej' o enlevo da poesia,
Com os teus olhos cheios do infinito.
São poemas com brio e euforia
Que fazem teu lindo olhar mais bonito!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...