Follow by Email

segunda-feira, 28 de maio de 2012

CARÊNCIAS DA VIDA














Como posso eu calar o teu grito
Que sem dúvida não podes conter,
Se vagueias por todo o Distrito
Na busca do que não te deixam ter?

Como posso eu estender-t'a mão
Pra suavizar o teu sofrimento,
Se lá no fundo do teu coração
Já s'apagou a luz do sentimento?

Como posso eu arranjar-t'um lar
Mesmo pequeno, de pouco valor,
S'as 'squinas da rua e o luar
São a única 'sperança d'amor?

Como posso eu melhorar-t'a vida,
Se preambulas com fome bem dura,
Sem voz, sem qu'alguém te seja querida
E sujeito à morte prematura?

Nem sempre a minha vida é perfeita...
Mas tenho que lutar pra conquistar
Alívio prá gente insatisfeita,
Sem esquecer que viver é amar!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário