Follow by Email

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

JARDIM DE ORQUÍDEAS

















Tenho cultivado jardins secretos
Regados com meus prantos vãos, doridos
E de orquídeas estão repletos,
Permanecem sempre belos, floridos.

Neles cultivo meus amores idos
Com meus sentimentos dos mais dilectos,
Etéreos sonhos jamais vividos,
Meus penares tolos e mais discretos.

Rebento de dor qu' em mim se espalma
E viceja sobr' humos de minh'alma,
Jardins secretos florescem em mim.

Rego amores idos, meus legados,
No limo de meus choros represados:
Orquídeas, rosas... cor de carmim.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário