quinta-feira, 15 de setembro de 2016

COMO FLOR AO VENTO

























Responder a perguntas, não respondo,
Perguntar com algum nexo, pergunto,
Mas só o que sei ao outros respondo
E de mim não gosto de falar muito.

Minha experiência, estudo...
Faz-me solitário, paciente.
Recolho em mim, observo, escuto...
Mas, falando de mim, ninguém entende.

O que sou vale mais que o meu canto,
Como os caminhos por onde ando...
Com certa linguagem, vou dizendo.

Tudo é secreto por onde ando,
Ouço sempre o apelo do Anjo...
Sou como uma pura flor ao vento.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

O CORAÇÃO DO SER HUMANO

O coração de todo o ser humano Foi concebido para ter piedade, Pra ser doce no eterno desengano, Para olhar e s...