sexta-feira, 16 de setembro de 2016

COMO EU TE AMO!



















Eu amo-te, amor, eu amo-te tanto
Qu' o peito dói-me como fosse doença,
Cresce na minha alma o teu encanto,
Mas, se eu te versejo, há dor intensa!

Como criança que vagueia plo campo
Com mistérios de amplidão suspensa,
O meu coração fica cheio d' encanto
E escrevo versos de saudade intensa!

Meu coração é tão grande com' a alma,
O amar-te é divino, sinto calma
E do melhor poema vem a saudade.

Quanto mais te quisesse apetecida,
Menos seri' eterno na tua vida,
Pois poesia é feita d' humildade.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DIA PARA VIVER

Hoje o amanhecer me sorri: Eu sinto toda a força do mundo, Recordo coisas boas que vivi, Sinto-me leve - bem estar prof...