segunda-feira, 7 de novembro de 2016

NÃO DEIXAREI DE AMAR

























Pode a chuva deixar de cair do céu,
Pode a lua parar, d'à noite, brilhar,
Pode o sol arrefecer coberto c'um véu...
Eu jamais deixarei, ó gente, de amar!

Podem as Estações deixarem d' existir,
Pode, na cabeça, acabar a razão
E os rios deixar de correr e fluir...
Plo amor, sempre baterá meu coração!

Pode o tempo passar, idade vencer,
Sei que minh' alma, essa, não mudará.
Tanta coisa pode mudar e já não ser...
A vontade d' amar jamais acabará!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...