sábado, 19 de novembro de 2016

BELEZA PLENA



















Meu Bom Jesus, ao fitar este Teu céu bendito,
Minh' alma se acende em astral doçura,
Doçur' angelical vinda do infinito
Que salpica o chão com 'strelas de ternura.

Fico a cismar e com emoção reflicto,
É cintilante a paz da minha ventura,
Desperta-me a consciência, admito,
És Vale encantador, berço de cultura.

Dos bons filhos da Luz, retidos na memória,
Gentil, hospitaleiro, constróis a História -
- Fonte elevada a caminhar serena.

Abençoa o mundo, terra sacrosanta,
S' a Tua Mão Bendita, Jesus, se levanta
Da Matriz Majestosa e Beleza plena!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

TRANSPARÊNCIA

Não deveria, não, mostrar-me assim Tão desnudado, de alma transparente! Talvez eu dê ensejo a rir de mim, Por inveja,...