FOLHAS CAÍDAS

















Vou entre folhas caídas,
Pelo Outono vencidas
Qu' acolhe meu pensamento.
Juntam-se todas agora
Sem delícias d' outrora...
Vou seguind' a passo lento.

Vejo muitas folhas mortas,
Juntam-se às minhas portas,
Ainda com esperança...
É tudo agonizante,
Apodrecem num instante...
E é o fim que avança.

Ao caír dão ilusões,
Despedaçam corações
Dos amores que as vêem.
Deixam a melancolia
Qu' invad' e nos inebria
Ao caír em vai-e-vem.

Ó belas folhas caídas,
Inválidas e perdidas,
Inda tendes validade:
Ides estrumar os campos
Que irão dar pão a tantos...
Compreende, mocidade!

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA