quinta-feira, 19 de março de 2015

PAI


















Eras presença constante
Que me fazi' admirar.
Tinhas um olhar distante,
Mas forte pra me amar.

O teu abraço apertado
me fazia caminhar...
Firme, sempre ao meu lado,
Não deixavas vacilar.    

Teu sorriso m' acalmava,
Nas horas de maior dor.
Tua voz me fascinava,
P'lo amor, muito amor.

Meu amigo, companheiro,
Meu exemplo p'lo amor,
Bom, leal, verdadeiro...
Eras coração em flor!

Hoje quero agradecer
Por m' ensinar a lutar.
Tua força fez crescer
A vontade de amar.

Fost' exemplo de bondade
E o meu sono velavas.
Hoje sinto saudade
Das orações qu' ensinavas.

Pelos caminhos do bem,
Mostrest' a realidade...
Olha por mim do Além,
Pra qu' eu viva na verdade.

Modesto                        

Sem comentários:

Enviar um comentário

SAUDADES, MÃE !

Vejo-te num anónimo jazigo Humilde, ond' a paz se nos revela. Erguida, junto dum ciprest' antigo, Contemp...