sexta-feira, 26 de setembro de 2014

O BELO CISNE


















Veio de longe, seu voo alcançando
Os montes em flor e as belas campinas.
Nas suas asas brancas vai carregando
Ninfas com o mistério das colinas.

Através do espaço a voz soltou,
Quase entoando música divina.
Tinha saudades e a cantar chegou,
Traiu-o a voz, p'la dor qu' o alucina.

Vem sozinho! Mas, nas águas, majestoso,
Lá se olha, imponente e vaidoso,
Fazendo semi-círculos a nadar!

Como quem dum desgosto se vai 'scondendo,
Vai-se consolando e vai prometendo
Suas mágoas, na água, afogar!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

O FENÓMENO DO AMANHECER

O sol traz consigo convit' a despertar, Acorda sentidos do corpo e espírito, Num sábio preparo pra ir trabalhar A can...