A MINHA CASA SERRANA





















Vivi no verde intenso dos pinheiros,
Refúgio das minhas ilusões!
Escrevia versos dias inteiros,
Feitos de sonhos e recordações.

Vivi onde nascem as lindas flores,
Onde há ar fresco, leve e puro!
Foi ali que pensei nos meus amores,
Ganhei raízes par' o meu futuro.

Respirei a noite à luz do luar
Que m' alumiava pra ir prá cama!
O vento melodiava no ar,
P'lo telhado, a lua dava chama.

Era a minha casinha serrana,
Qu' 'inda hoj' é razão do meu viver!
De lá, todo o meu sonho emana,,,
São raízes que não posso 'squecer.

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA