Follow by Email

quinta-feira, 1 de maio de 2014

DIA DO TRABALHADOR


















Pela vida vai cantando, vai contente
O trabalhador, gritando o seu brado.
E canta, pela vida, o desgraçado,
Ao som tristonho da áspera corrente!

Há quem cante alegre e docemente,
Com a sua pensão em bem mau estado!
O Governo deu-lhe bom e triste fado,
Com pequena reforma que mal se sente!

Eu também sofro as "doces" alegrias!
E, no trabalho, levei a vida dura,
Sem conhecer do fado as tiranias.

Porém, hoje, a vida tem espessura...
Canto para disfarçar as agonias,
Vou vivendo pobre, nesta desventura!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário