Follow by Email

sábado, 3 de maio de 2014

SILÊNCIO DE INSÓNIA



















Fico em silêncio por t' amar,
Com meus sonhos sempre apaixonados,
Nas noites d' insónia e luar,
Os minutos passam sempr' arrastados.

O horizonte veste a saudade:
Contemplando-o, horas breves são.
Estrelas brilham com intensidade...
Os meus sonhos passam a oração.

Uma fonte com seus cantos toados,
O vento traz-me este lindo som,
Faz-me lembrar os bons tempos dourados,
Quando as noites tinham tudo bom.

Neste silêncio, real verdade,
Ouço tua voz que me silencia,
Fico a pensar com ansiedade:
Que bom! Já está a chegar o dia!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário