terça-feira, 27 de maio de 2014

CEREJAS
















Tinha caminho aberto
Pra dedicar um poema
Às cerejas, ali perto,
Duma beleza suprema!

Tonalidades rosadas,
Bem docinhos estes frutos!
Das cerejeiras tratadas
Tiram-se nobres produtos!

Cerejas dão bom licor.
Oh! frutinha saborosa!
É tão bela a vossa cor,
Cerejas deliciosas!

Ah! Cerejas! Ah! Cerejas!
Tendes a cor do batom.
Quando, Menina, me beijas,
Deixas-m' a cor da paixão!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

INCÊNDIO VELOZ

Corre mais que um atleta, mais depressa E corre tão depressa como o vento... Atrás de si, fica a treva espessa: O ten...