Follow by Email

segunda-feira, 19 de maio de 2014

VIVER O AMOR ANTIGO


















O amor antigo não é uma quimera,
Não é cultivo alheio, mas de presença,
Nada exige, nada pede, tudo 'spera,
Não foi destino vão, mas foi uma sentença.

O amor antigo tem raízes bem fundas
Feitas de sofrimento... também de beleza!
As primeiras mergulham em dores profundas,
As outras alimentam-se da Natureza!

Se, por tod' a parte, o amor desmorona...
Será qu' alguma vez foi amor deslumbrante?
Pois, no amor antigo, o "SIM" funciona
E em cada dia ressurge mais amante!

Ainda é ardente, cheio d' esperança!
Não é triste, não! Ele venceu pela dor!
Fortaleceu-se com a primeira criança,
E... quanto mais velho, maior é o amor!

Diálogo é fonte de renovação:
Crescer, escolher... nunca o outro 'squecer!
Sonhar com consciência e atenção
É trabalho romântico para viver.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário