Follow by Email

sábado, 17 de maio de 2014

HEI-DE VOLTAR!


















Estou longe! Trago no pensamento
Sonhos duma natural poesia:
Corro p'los campos, cabelos ao vento,
Sinto-me carregado d' energia!

Provenho de lugares esquecidos
E andei por campos abandonados
Que trago na retina diluídos
Mistérios: Não foram trabalhados!

Tenho na alma uma esperança:
A voltar a ouvir as lindas vozes
Das raparigas: Canções de criança!

Sonho com os bonitos "cantaréus"
Qu' ouvia nas desfolhadas - Oh! Deus!
Quero viver no campo em bonança!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário