terça-feira, 7 de março de 2017

PASTOR



















Ao deixar o trato pastoril, amado,
Pela ingrata e vil concorrência,
Ou no retiro, na paz... não foi provado
Ou desconhece o qu' é bom prá vivência.

Que bom é ver um campo bem trabalhado
E na serra, o pastor com inocência,
Sem deixar o seu rebanho tresmalhado
E vê-lo bem tratado na aparência!

Lá respira-se amor, sinceridade
E nunca se mente, só diz a verdade
E, como tradição, seu rosto descobre.

Na serra não se observa a vaidade,
Porque lá não há fortuna que lhe sobre...
Bem-aventurado pastor que é pobre!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...