FAZEI-ME VOLTAR



















Senhor, põe-me novament' à Tua frente
E faz com que encontre o Teu caminho.
Perdido andei e 'stou, se de repente,
Soment' a mim  me entregas e sozinho.

Oh! Quantas vezes me sinto diferente
E volto a ser, no tempo, descaminho!
Quantas vezes Te vejo e sou descrente
E, na cidade, sou agreste espinho!

Cristo, mostra-me sempre o Teu amor,
Qual tesouro encontrado num terreno,
Valendo mais que tudo, pois que é vida!

Faz-me Teu filho, seja eu como for
E que eu viva naquele DOM sereno
Que me leva à chegada da partida.

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA