domingo, 19 de julho de 2015

AMOR PERFUMADO

















Ainda 'stá em mim teu cheiro de flor
A encher os meus poros já dilatados,
Perfumados p'los teus abraços d' amor,
Inebriando-m' a alma, teus cuidados.

Há perfume impregnando meu redor
Contaminado p'lo odor do teu beijo,
Trazido p'la brisa teu cheiro de flor:
Perfuma minh' alma e o meu desejo.

És o perfume da flor da laranjeira,
Brisa da manhã com odor da floreira...
Amo teu perfume que em mim ficou.

És orvalho que rega o meu jardim,
O perfume das tulipas e jasmim,
Amor-perfeito que com amor te dou.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQUI MOROU MEU REI

Aqui morou um rei quando, menino, Vestia um castanho algodão. A pedra da sorte do meu destino Pulsava junto ao meu cora...