segunda-feira, 27 de julho de 2015

A VOZ DA CONSCIÊNCIA



















Cala-te voz, não duvida:
És sonho que me aquece
E dizes-me que na vida
Essa voz não adormece.

És a voz que insinua
Que é sempre Primavera.
Mas a vida continua...
Eu já não sou o que era.

Também és voz sedução,
És sempre voz que me diz:
Deixa imaginação,
Vai ao fundo da raiz.

Tu és a voz que me grita:
Qu' o sol, a luz e o vento...
São daquele qu' acredita
Ter Deus no seu pensamento.

Canta, ó voz, animada,
Arrepende-te e cede:
Esta vida não é nada,
Só Deus mata tua sede.

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCANSO DUM SONHADOR

A cabeça pendida docemente Em sonhos do sonhador inquieto: É o sonho o seu bordão clemente E repousa num descanso discr...