terça-feira, 29 de julho de 2014

FOLHA SECA























Para o fruto tende a flor,
Prá tarde, o amanhecer:
Só é eterno o Amor,
Como a alma e o SER!

Mesmo o mais belo Verão
Há-de em Outono murchar:
Espera, folha temporão,
O vento te virá buscar!

Faz o teu papel sem teimar,
Suceda o que suceder:
Deixa o vento te levar,
Pra na terra apodrecer!

Também eu estou à espera,
Nesta terra pouco durável:
Esta Natureza é fera
E... secar é inevitável!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

UM PAR DE ASAS

Se eu fosse águia ou cotovia Com liberdade plena à minha mão, De voar segundo a minha fantasia, De abrir as asas e ...