sábado, 5 de julho de 2014

À VOLTA DA POESIA























Fazer poesia é confessar
Um soluço, entre os seus poemas,
É dar-se a si mesmo e é dar
Ideais, divagando entre temas.

Escrever é minha razão de ser,
Envolto na mágica poesia
E, sentindo-me rejuvenescer,
Lá escrevo um poema por dia!

Se eu pudesse o tempo parar
Quando um poema 'stou a pensar,
Escrevia belos e nobres temas...

Pudess' a Musa dar-m' o elixir
Que aumentasse o tempo por vir,
Como vos daria belos poemas!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...