segunda-feira, 21 de outubro de 2013

POESIA, HARMONIA DO UMIVESRO


















Quero que a poesia tenha virtude,
No meio do sofrimento, desamparo,
Que acenda uma luz com atitude
E nasça da mente de poeta raro.

Tenha o silêncio das borboletas,
Voando de flor em flor, pela manhã,
Ao nascer do sol e sem fazer caretas,
Traga beleza, bom viver, vida sã.

Seu espírito caminhe sempre em frente
E, pelos tempos, tenha o seu lugar
No Universo, arrebate a gente
Desd'a infância, ensin'a amar.

A poesia seja oração a Deus,
Transforme o homem num ser altruísta
E sempre que leia os poemas meus,
Pra viver melhor, encontre uma pista,

A poesia guarda sua essência
No colorido altruísta das flores.
Assim toda a gente tenha paciência
Pra fazer dos poemas seus amores.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...