Follow by Email

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

MINHA TERRA, MINHA RAIZ
















Que melancolia esta
Que enche agora meu peito?
É saudade duma sesta,
Ou por t'amar ao meu jeito?

Tenho saudades do ar,
Dos cheiros da minha Terra!
O desejo de voltar
Ao mistério qu'ela encerra!

Da sombra do arvoredo,
Tenho saudade tamanha!
Pois lá repousei sem medo,
Na encosta da montanha!

Esta vida é assim...
Sei que só serei feliz,
Quando eu pegar em mim
E retornar à raiz!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário