sábado, 7 de setembro de 2013

FONTE BANDALIZADA


















Na fonte um ténue gargarejo!
Pura magia de encantamento!
Uma noite clara e tempo lento
Que trazia sonhos e o desejo!

Foi tudo um efémero momento!
Eu já pensava... mas agora vejo
Pedras secas, fonte suja... adejo
As asas... sinto aniquilamento!...

Luar, toque mágico à antiga,
Cantava a água a cantiga,
Fluindo fresca e bem lá do fundo!...

Hora triste e trémula da vida,
Condensando lembrança colorida...
Silêncio infinito, profundo!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCANSO DUM SONHADOR

A cabeça pendida docemente Em sonhos do sonhador inquieto: É o sonho o seu bordão clemente E repousa num descanso discr...