segunda-feira, 2 de abril de 2012

MISTURA DE DOR E ALEGRIA
















Toda a vida que vivi está comigo,
Tanto alegria, como tristeza, dor...
Memórias em verso que hoje digo:
São Natureza, beleza e amor.

Do real da vida quero separar
A noite obscura dum belo amanhecer.
Procuro o melhor prá alma s'amparar
E viver o bem melhor que merecer.

Não é engano: Hoje nada consigo,
Por estar cansado de tanta cicatriz.
A minh'alma é terreno de castigo,
Meus sentimentos perdem-se na raiz.

O meu corpo não deixa de ser pó!
Em cada dia, a noite também 'stá...
Eu sou livre mas com temporais de dó,
Reconheço qu'ando pra lá e para cá!

Sinto que esta vida vale tão pouco!...
Vov'o destino que me vem da raiz...
Por vezes, posso até passar por louco,
Mas 'stou convencido que vivo feliz!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

UM PAR DE ASAS

Se eu fosse águia ou cotovia Com liberdade plena à minha mão, De voar segundo a minha fantasia, De abrir as asas e ...