terça-feira, 17 de abril de 2012

...E O VERDE REVESTIU-SE DO NEGRO!



















Percorro esta paisagem com meus olhos,
Árvores perfiladas contra o vento!
A luz se desvanece e vejo molhos
De toros derrubados, em passatempo!

Ouço com meus ouvidos, desta floresta
As árvores queimadas a reclamar!
O fogo não deixou nem uma giesta
Pra dizer: «Floresta é pra preservar!»

Agora há aves a esvoaçar
Entre troncos negros, sem poder pousar...
Mataram tod'a fauna e tod'a flora!

Não sei quem poderá salvar minha Serra...
Falta a noção da vida na terra!
Fiquei triste e tive que ir embora!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

SONETO BEM CRIADO

Nestas linhas mal traçadas, Há um soneto partido E mágoas anunciadas: Ouve-se long' o gemido. Nas linhas, há al...