quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

SENHORA E MÃE

























Ó flor do céu, flor cândida e pura,
És na terra símbolo de vigor!
 Criada na mais bela formosura,
Dás bondade, carinho e amor.

Singela, vemos-Te alva figura,
Como bela flor do maior odor!
Na terra, venerada Criatura,
Nos jardins, o máximo esplendor!

Tu és a protectora dos viventes,
És o auxílio dos mortais crentes,
Guia-nos ao vestirmos a mortalha.

Não deixes sofrer os sobreviventes
Que junto de nós estarão presentes...
Fim da vida... ganhemos a batalha!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...