Follow by Email

segunda-feira, 16 de junho de 2014

JOVENS, ACREDITAI!

















A esperança não acaba nem cansa.
Como ela, também não morre a crença.
Meus sonhos corrupiam sempre em dança
E riem-se dos que voam na descrença.

O mundo é uma ilusão completa,
(Há muita gent' infeliz qu' assim não pensa!)
As asas da esperança manieta
Sem dar razões de viver... Só dá sentença!

Jovens, portanto, erguei o vosso grito,
Acreditai no vosso sonho bendito,
Atirai-vos pró futuro - Avançai!

Eu, que poderia pensar em tormento,
Ainda não me guio p'lo desalento...
Jovens, (tenho que dizer) - Acreditai!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário